Como fechar mais contratos de Fotografia

5 (100%) 1 vote

Como fechar contrato de fotografia

5 melhorias

1° Sempre apresente 3 opções

Existem várias estratégias de preços na fotografia.
Você pode decidir oferecer coleções (pacotes) ou opções à la carte.
Ou pode utilizar as duas ao mesmo tempo.

O importante é que sempre haja 3 opções de investimento: pequena, média e grande.

Um cliente que está oprimido com muitas opções acaba não escolhendo nada.

A maioria de seus clientes irá escolher a opção média.

Assim, deverá ser ela a mais lucrativa para você.

Se seus clientes quiserem algo personalizado que não está incluído na lista de preços, você pode
ser criado especialmente para eles.

2°  Mostre em vez de apenas falar


Como fotógrafos, estamos tão acostumados com nossos produtos e esquecemos que nossos clientes normalmente não entendem, por exemplo,

a diferença entre um papel fosco e um papel brilhante ou entre um álbum e um fotolivro.

Precisamos mostrar a eles como é cada produto em nossa lista de preços.

Quando eles os vêem,  saberão exatamente o que querem.

Ao mostrar imagens dos nossos produtos, em vez de apenas descrições, os clientes podem visualizar
como essas imagens ficarão

incríveis quando forem exibidas em suas casas.

Sempre que possível, utilize suas próprias imagens nesses produtos.

2° Mova suas opções para cima


Não importa o que você esteja vendendo, as pessoas frequentemente escolhem a opção
do meio.

Sabendo disso você deve colocar no meio a opção que você deseja vender e criar uma terceira opção mais cara que servirá como
Preço âncora (referência) para seus clientes.

Por isso é importante que ela seja a primeira 
opção a ser apresentada.

O primeiro preço que vemos permanece em nossas mentes, afetando percepções e decisões posteriores.

Dessa forma, a opção do meio vai parecer mais barata em relação à primeira.

Assim, enquanto os produtos mais caros vão parecer desnecessários (mais do que precisam) na mente da
maioria dos clientes, a “ancoragem”

de preço também faz o produto com preço menor (terceira opção) parecer inadequado ou insuficiente.

Claro, você vai ter alguns clientes que estão conscientes dos preços e vai investir em seu produto com
menor preço.

E você vai ter outros clientes que vão sempre escolher o maior produto em sua lista porque
querem investir no que eles consideram ser o melhor.

Mas a maioria dos seus clientes vai escolher a
opção do meio.

4° Determine seus preços como um especialista


As pessoas valorizam um especialista mais do que um generalista.

Elas vão pagar mais para contratar um especialista.

Por exemplo, quando você está com problemas no coração você não procura um clínico geral,
você vai a um cardiologista.

O clínico geral pode até te ajudar mas você não vai sentir segurança
na solução do seu problema.

Quando alguém contrata um fotógrafo de casamento, ela quer ver imagens de noivas lindas em seu
portfólio e não grávidas, bebês ou cachorros.

Por esta razão, é melhor criar listas de preços separadas para cada público-alvo que você
fotografa:

famílias, casamentos, recém nascidos, etc.

Estas listas de preços separadas irão incentivar seus clientes a vê-lo como um especialista sem distraí-los
com nichos de fotografia

que não estão interessados.

Seus preços não precisam mudar. Mas as imagens que você usa em suas listas de preços sim.

5° Remova qualquer distração


Uma estratégia importante a considerar na criação de suas listas de preço é facilitar para
os seus clientes

a escolha daquilo que você quer que eles comprem.

Itens pequenos, como jóias, ornamentos e chaveiros são úteis para aumentar a sua venda
média.

Mas quando eles estão incluídos em sua lista de preços, eles distraem os clientes
e atrapalham a escolha

dos seus produtos mais rentáveis.

Eu recomendo remover esses itens da sua lista de preços e oferecê-los depois que seus clientes
escolherem os álbuns, os retratos para parede ou coleções.

Se você quer se aprofundar nesse assunto,eu tenho um material que pode te ajudar bastante
com a determinação de preços

e principalmente com vendas. 

 

   Leia Mais aqui  

 

 

Por Alessandro Cassemiro